Bem-vindo ao Site da OAB - Terça  17 de Outubro de 2017
Cadastre-se para receber notícias da OAB Sinop
OAB Sinop e entidades cobram instalação da Delegacia da Mulher aprovada em 2013 - OAB - Ordem dos Advogados do Brasil
OAB Sinop e entidades cobram instalação da Delegacia da Mulher aprovada em 2013
28/08/2017

“A pelo menos 7 anos eu discuto esse tema em Sinop e vemos mais uma vez a promessa de instalação. Confesso que estou incrédulo”, desabafou o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil Subseção Sinop, Felipe Guerra, durante a reunião de trabalho realizada com entidades e representantes do município e governo na noite de sexta-feira (25), na Câmara Municipal.

Apesar da preocupação, Felipe lembra que o governador Pedro Taques possui um programa de segurança pública com a instalação das delegacias.

“Sabemos que está prevista a instalação das delegacias de Defesa da Mulher ao menos nos polos regionais, então nós precisamos também confiar na autoridade do governador e na sua sensibilidade com esse tema, mas sem deixar de fazer o nosso trabalho, que é exigir e cobrar para que saia do papel”, ressaltou.

Apesar da expectativa na instalação ser alta, principalmente por conta de declarações dadas na imprensa pelo atual secretário de Segurança do Estado, Rogers Elizandro Jarbas, alegando que faltava apenas a locação do prédio, no encontro ficou entendido que ainda falta muito para a implantação da delegacia.

“Nós temos que tomar pé certinho de em qual pasta do governo está este projeto – eu acredito que está na Secretaria de Cidades – para podermos dar um prazo mais concreto”, ponderou o secretário-adjunto de Estado de Integração da Sesp, Gustavo Garcia.

Contrapartida do município

Também ansiosa para instalação da nova unidade, a prefeita Rosana Martinelli garantiu que a contrapartida para a delegacia está disponível no município.

“É uma reivindicação muito antiga do município. Além do decreto de lei que foi feito, nós queremos ela funcionando para amparar as mulheres, que abrangem os idosos e crianças. Nós precisamos da ajuda do governo, o município sempre se disponibilizou em ser parceiro para a instalação”, ressaltou.

Bastante crítico com a implantação, o delegado regional da Polícia Civil, Sérgio Ribeiro de Araújo, que atende atualmente a demanda, lembrou que já houve um espaço antes reservado para a delegacia. A Delegacia Regional de Sinop é responsável por 26 unidades municipais que atendem 498.300 habitantes, sendo que 150 mil residem na cidade sede.

“Acho muito fácil ir lá e colocar uma faixa dizendo aqui vai ser a Delegacia da Mulher, como já vimos acontecer aqui. O que precisamos mesmo é tirar o projeto do papel. Precisamos de um espaço que oportunize as mulheres de todas as classes sociais em ter acesso à delegacia”, lembrou o delegado.

Já a presidente da Comissão de Defesa do Direito da Mulher, Cintia Belini, lembrou que o primeiro acolhimento da mulher com a autoridade policial garante um encorajamento para a mulher.

“A mulher sabe que na delegacia voltada à sua defesa ela vai ser acolhida, ser bem tratada com um atendimento digno e respeitoso. Quando você tem profissionais do sexo feminino de forma mista faz também com que a mulher rompa essa barreira e ela consiga chegar até a delegacia”, destacou.

©2011 OAB - Ordem dos Advogados do Brasil - 6ª Subseção - Sinop/MT